14 – A Nova Maré

Paulo Barroso
BXPA11400028

nem tanto ao céu nem tanto ao mar

nem oito e nem oitenta

é a melodia que ralenta

e o povo sai para dançar

nem papa nem aiatolá

nem cachaça ou água benta

se o cabelo é vermelho

não vai quebrar seu espelho

Narciso já foi pro chapéu

e bota a bronca num tacho

que a gente faz logo um escracho

mostrando a cara sem véu

nem tanto ao mar nem tanto ao céu

nem noves fora é igual a zero

e é na folia que eu espero

que o povo vá de bacharel

não sou Caim, não sou Abel

por isso eu me recupero

dos conflitos deste mundo

mandando tudo pro fundo

do velho baú de Noé

e deixo a barca afundar

pois sei que eu vou aportar

no paraíso da nova maré

bate, bate tambor, vem ver como é

bate, bate tambor, essa nova maré

vozesPaulo Barroso, Deise Capelozza,

Cordeiro, Helen Torres, Guerreiro,

Susie Mathias, João Marques e Conrado Pera

violãoPaulo Barroso

guitarrasLuiz Bró

baixoCelso Henrique

bateriaWillians Leite

percussãoManu

flauta e flautimHenrique Amado

clarineteJussan Cluxnei

trompeteEdynilson Santos

sax tenorGiva Mendonça

tromboneRicardo Bueno

auê (final) – Barroso, Deise, Cordeiro,

Helen, Guerreiro, Susie, João Marques, 

Oswaldo, Cida, Oswhaldo Rosa e Veronica