02 – O Poeta Despertou

Paulo Barroso
BXPA11400016

muito tempo se passou

desde a última canção

mas agora o coração

não resistiu e jurou

ser a última versão

do grande amor

e o poeta despertou

de seu sono secular

e a paixão o fez cantar

como jamais se ouvirá

de outro cantor

desde o dia em que a viu

não esqueceu

seu rosto lindo demais

os seus olhos e seus lábios

seu sorriso, sua voz

a beleza de menina e de mulher

e o poeta se encantou

com seu jeito angelical

mas seu gesto, seu sinal

a timidez transformou

num começo sem final

e sem valor

e ele nunca mais a viu

só restou esta canção

que dedilha ao violão

pra relembrar a paixão

que ele sentiu

desde o dia em que a viu

não esqueceu

seu rosto lindo demais

os seus olhos e seus lábios

seu sorriso, sua voz

a beleza de menina e de mulher

e o poeta despertou

voz e violãoPaulo Barroso

piano e cordas Midi  – João Bittencourt

baixo acústico MidiPaulo Barroso*

*(sobre arranjo baixolão – Celso Henrique)

bateriaWillians Leite

percussãoManu